Publixer Magazine| Home
NOVA YORK: MANHATTAN É TUDO PERTO

NOVA YORK: MANHATTAN É TUDO PERTO

0 Comentários 🕔28.abr 2015

E se estiver cansado, descanse pelo subway

 

Tirar todo o suco de Manhattan não é tão desesperador assim. Quando você chega e pega um mapa parece tudo muito longe. Mas não vá atrás do mapa. Faça um roteiro e aproveite todas as quadras da ilha: a pé, vivendo a rotina dos novaiorquinos.

v0060047A pé, porque, em cada esquina, Manhattan lhe prega uma surpresa. E sempre das boas. Sente-se na cama do Pennsylvania – ou outro hotel qualquer – e faça seu roteiro por regiões. Tire um dia só para perambular pelas ruas e avenidas de West Side, região de Chelsea e sua palpitante vida cultural. É lá onde está a maioria das mais desejadas galeria de artes. O high line para caminhar; o Chelsea Market para comer. Ou, se você é chegado ao consumo contemporâneo, explorar a big loja da Apple.

Tomando por referência o Pennsylvania, bem em frente ao Madison Square Garden, você pode tirar outro dia e ir em direção norte com destino ao Central Park. Um dia é pouco, porque, no caminho, você encontra a biblioteca pública, o Rockfeller Center – onde você sobe para olhar o centro do mundo – a Igreja Saint Patrick, a lindíssima estação central de trens (Grand Central Terminal), o imperdível MOMA e, ainda, o corredor de lojas de griffes que se enfileiram na Quinta e Sexta Avenida antes de chegar ao Central Park este rodeado de atrações como os museus de história American Museum of Natural History, o Metropolitan, o Guggenheim e a famoso edifício Dakota, onde residia e morreu John Lennon. Os arredores do Central Park é o metro quadrado mais caro do mundo. Por lá moram celebridades do cinema e da música. O Central Park, por sí só, já é motivo suficiente para passar horas, horas e mais horas explorando-o.

DSC00120

Já percebeu que um dia não dá. Então é bom revisar seus roteiros. Até porque mais ao norte do Central Park – ainda na ilha – está o Harlem, um lugar imperdível para se conhecer. Como a pegada é maior, melhor se reprogramar e pegar o metrô.

Você tira um bom dia para circular ali próximo do Hotel. Broadway, Times Square, museu de cera – incrível – e bem em frente a casa noturna de B B King. Uma caminhada a mais e chega-se no Empire State, outro mirante do centro do mundo.

v0040021

Aí você desce explorando avenidas e ruas em direção ao sul. Soho, Greenwich, Chinatown, Little Italy até chegar ao extremo sul da ilha onde está Wall Street e a famosa estátua da liberdade. Motivos não faltam mesmo para passar uns bons dias não só em Manhatan, mas esticando até o Brooklin, Queens e, por que não, Bronx.

Se estiver folgado de tempo, alugue uma bike e saia por lá easy rider. Os motoristas de carro são muito respeitosos. Lá a lei é para todos: motoristas, pedestre e ciclistas, também.

 

 

Dicas legais

# Por ser o centro do mundo, você encontrará prestadores de serviço das mais variadas origens. Um chinês tocando o buffet livre; mexicanos no balcão de um pizzaria daquelas que servem em pedaços e os bizarros motoristas de táxi, tipo aquele indiano ortodoxo ou um jamaicano rastafári e falador.

# Do aeroporto JFK procure sempre pelos yellow cabs, os mais confiáveis. Preço médio de uma corrida até o coração de Manhattan não custa mais de 50 dólares. Não se deixe levar pelas aparências dos transfers mais apresentáveis. Você estará sujeito a uma facada.

# Essa é para quem fuma. O maço é extremamente caro. Em torno de 7 dólares o maço. Pedir cigarro na rua é uma ofensa. Talvez por ser caro demais. A oferta de marcas é bem reduzida.

DSC00533

# Vai em época de neve? Prepare-se. As calçadas escorregam bastante, então evite pisos de sapato ou tênis liso. Agasalho impermeável é equipamento obrigatório. Chuva de neve molha muito.

# Quem gosta de compras, os outlets estão longe, em New Jersey e Long Island, tudo fora da ilha. Mas os preços das lojas em plena Manhattan nem se comparava com a nossa realidade. Muito barato.

# Nas ruas, seja extremamente educado, como eles são. Por qualquer coisa é sorry, excuse-me… bom de se ver. Você se sente bem. Portanto, reciprocidade em seus hábitos é sempre bom.

# Manhattan é muito seguro. Muitos policiais na rua te oferecem a segurança necessária para circular com o que bem entender nas mãos a qualquer hora do dia ou da noite.

nypoliciais

 

Artigos semelhantes

Covarde e fascista

Covarde e fascista 0

  Nesta segunda-feira fui surpreendido por um texto covarde, escroto, vomitativo (como diria Peninha Bueno) que

“World Press Photo é o Tour da França na fotografia de imprensa”

“World Press Photo é o Tour da França na fotografia de imprensa” 0

  Entrevista publicada na Revista Photo Magazine em sua edição 13, de abril/maio de 2007. Spencer Platt,

Co(a)lun(i)a do Bola LXXIX

Co(a)lun(i)a do Bola LXXIX 0

  É véspera E quando é véspera de eleição retornam os diálogos entre “adversários”. Essa foto aí

50 anos de World Press

50 anos de World Press 0

  Homem lava fuligem do rosto após explosão de gasoduto, Lagos, Nigéria, Foto de Akintunde Akinleye

Equilíbrio no feminino. Domínio no masculino

Equilíbrio no feminino. Domínio no masculino 0

  A terceira etapa do WPT realizada em Madri confirmou o favoritismo da nova dupla número

Sobre o autor

Bola Teixeira

Bola Teixeira

Jornalista, amante de blues e do bom e velho rock and roll, sediado em Balneário Camboriú - SC, mas com os olhos e ouvidos abertos para os acontecimentos do mundo.

Ver mais artigos 🌎Visitar o site Envie um e-mail

Sem comentários

Nenhum comentário.

Ninguém deixou um comentário neste artigo.

Deixe um comentário


Warning: Illegal string offset 'rules' in /home/storage/d/8a/f8/garfada/public_html/publixer/wp-content/themes/piccione-theme/functions/filters.php on line 157

Warning: Illegal string offset 'rules' in /home/storage/d/8a/f8/garfada/public_html/publixer/wp-content/themes/piccione-theme/functions/filters.php on line 158
<

7 + dois =