Publixer Magazine| Home
De super secretários à cargos de consolo

De super secretários à cargos de consolo

0 Comentários 🕔09.abr 2018

Eis um exercício de especulação sobre as mudanças no governo

 

Na minha coluna no Diarinho venho escrevendo sobre a barca de dispensas do governo FO/CH. Dispensas e remanejamentos. Por mais de um mês fiquei aguardando o anúncio oficial, mas como ninguém se manifesta decidi perguntar. Pergunta daqui, pergunta dali e algumas revelações confirmadas em off em respeito as fontes. Uma coisa é certa: Edson Kratz e Fernando Marchiori, dois nomes que estão com Fabrício desde o começo deixam de ser super secretários para ocupar cargos secundários, uma demonstração que o prefeito sucumbiu às pressões.

“Bola, já ouvisse falar em guardar segredo?”, ouvi isso de um alto escalão do governo. Este segredo já vem de longe como me confidenciou um colaborador próximo. A barca não é recente. Vem de longe, segundo me assegurou o colaborador. Falta mesmo é tomada de decisão. Kratz começou o governo como super secretário, acumulando Obras e Planejamento. Em um ano e três meses quase nada mudou no cenário urbano da cidade. Os mesmos problemas tão criticados na época do governo ERD perduram, mas apesar disso Kratz é considerado um nome de confiança. Foi avisado por terceiros que não continuaria na obras e vai acabar na Compur. Quer dizer “saíram” com o Kratz, muito provavelmente por pressão.

Fernando Marchiori, braço direito de Fabrício Oliveira, deveria assumir a secretaria de Administração. Não foi porque os funcionários públicos teriam dito não ao seu nome. Com fama de cú de ferro, Marchiori ganhou a antipatia do funcionalismo quando foi colaborador no governo Rubens Spernau. Por ser homem de confiança acabou na secretaria de Compras, o grande centro de corrupção do governo ERD que resultou na Operação Trato Feito. Marchiori parece ter dado jeito no setor, mas, por excesso de cuidado algumas licitações acabaram não acontecendo. E parece que não agradou. O nome de Marchiori está sendo especulado para assumir o BC Previ, um cargo de consolação. Enfim, foram afastados nomes de confiança de dois cargos complexos sujeitos a focos de corrupção dependendo de quem assume. Para o planejamento o nome mais cotado é o de Rubens Spernau. A princípio Fabrício não queria, mas acabou cedendo e liberando o convite ao ex-prefeito de BC. Até onde se tem conhecimento, Spernau teria aceitado assumir o cargo. Se o ex-prefeito vem com tesão para trabalhar, ótimo para a cidade, caso contrário…

Wesley Galvão (foto) não é mais secretário da Fazenda. Foi num post no Facebook que soube que o secretário vindo do Rio de Janeiro é ligado a igreja e chamado de pastor nos comments. No seu lugar mais um mistério.

Ninguém fala o nome, mas trata-se de um profissional do governo do Estado, meio que colocado de escanteio pelo governador Pinho Moreira. O misterioso nome teria sido levado para o governo do estado pelo ex-governador Luis Henrique.

Teco Kuehne (foto) também não fica no esporte. Quem assume é o vereador David La Barrica, convidado pelo prefeito há mais de dois meses. Teco vai para a Câmara. Enfim, seria esse o exercício de especulação. Fique com a declaração em off de um alto escalão do governo: “Agora não está em jogo só a simples mudança, tem muito mais coisa envolvida. Logo saberá”. Quanto mistério em um governo que prometeu transparência nos seus atos.

 

 

 

Artigos semelhantes

Castanheira caiu por preconceito e política de paróquia

Castanheira caiu por preconceito e política de paróquia 0

  Desde que o advogado Carlos Eduardo Ferreira, o Pingo, me apresentou Gabriel Castanheira através de

Depois de dois anos, muitas mudanças e as mesmas promessas

Depois de dois anos, muitas mudanças e as mesmas promessas 1

  Há dois anos os nomes anunciados para o secretariado do recém eleito prefeito Fabrício Oliveira

Enigma da Visão na Galeria Municipal de Arte

Enigma da Visão na Galeria Municipal de Arte 1

  A exposição Enigma da Visão está em cartaz na Galeria Municipal de Arte. Com obras

Catarinenses fazem uma limpa em seus políticos

Catarinenses fazem uma limpa em seus políticos 0

  Parecia até anunciado. As velhas raposas da política catarinense estavam com seus dias contados a

As bombas estouram no colo

As bombas estouram no colo 0

  O prefeito Fabrício Oliveira e sua equipe parece não saber lidar com as bombas deixadas

Sobre o autor

Bola Teixeira

Bola Teixeira

Jornalista, amante de blues e do bom e velho rock and roll, sediado em Balneário Camboriú - SC, mas com os olhos e ouvidos abertos para os acontecimentos do mundo.

Ver mais artigos 🌎Visitar o site Envie um e-mail

Sem comentários

Nenhum comentário.

Ninguém deixou um comentário neste artigo.

Deixe um comentário


Warning: Illegal string offset 'rules' in /home/storage/d/8a/f8/garfada/public_html/publixer/wp-content/themes/piccione-theme/functions/filters.php on line 157

Warning: Illegal string offset 'rules' in /home/storage/d/8a/f8/garfada/public_html/publixer/wp-content/themes/piccione-theme/functions/filters.php on line 158
<

18 + 9 =

 

O que você procura?