Publixer Magazine| Home
Relembrando Selma

Relembrando Selma

0 Comentários 🕔01.out 2019

Há 50 anos negros foram espancados no domingo sangrento de Alabama

Foto de Spider Martin

Recentemente li uma frase atribuída ao Brasil que, penso, vale para o que vivemos: “um país que acreditava ter finalmente chegado ao futuro, mas descobriu-se atolado no passado”. Lembrei imediatamente de Selma, no Alabama, onde em 1965, negros decidiram fazer uma caminhada até Montgomery em protesto pela morte de um irmão de cor. O governador George Wallace era um racista como essa turma da foto que aparece na foto do fotógrafo Spider Martin que acompanhou o perrengue e lançou um livro com as imagens.

Naquela época os EUA passavam por um processo de reconhecimento dos negros como cidadãos, já que até então era tratados como não cidadãos. Eles passariam a ter o direito de votar, embora fossem criados obstáculos para que se inscrevessem nas cidades do sul do país onde o racismo era mais explícito do que nas cidades do norte. No domingo, dia 7 de março, foram reprimidos sem dó. O presidente Lyndon Johnson percebendo a brutalidade branca foi rígido imprimindo legislação dura para quebrar a resistência branca.

Bem, 50 anos depois do domingo sangrento, assistimos os negros ainda tolerados, sendo obrigados a se agarrar em legislações para não serem humilhados, quando não mortos por uma desigualdade racial cada vez mais evidente neste mundo tão atolado no passado.

Artigos semelhantes

Os últimos soldados da guerra fria

Os últimos soldados da guerra fria 0

  O livro é melhor que o filme, quem já não ouviu essa frase? E geralmente

Um road movie pelo deserto

Um road movie pelo deserto 0

  Basta se apresentar como um road movie para despertar o interesse de como será a

Muita política conduz a Sérvia na pandemia

Muita política conduz a Sérvia na pandemia 0

Imagens vindas da Sérvia deixa o público ocidental curioso, afinal o "que se passa" na

Neil Young eterno (ou) mais um álbum resgatado

Neil Young eterno (ou) mais um álbum resgatado 0

  Neil Young é um cara fantástico. Sua razão de viver é a música. Quem leu

Abaixo o simbolismo! Viva o sistema!

Abaixo o simbolismo! Viva o sistema! 0

O assassinato covarde de George Floyd reacendeu o sentimento de revolta que levou milhares de

Sobre o autor

Bola Teixeira

Bola Teixeira

Jornalista, amante de blues e do bom e velho rock and roll, sediado em Balneário Camboriú - SC, mas com os olhos e ouvidos abertos para os acontecimentos do mundo.

Ver mais artigos 🌎Visitar o site Envie um e-mail

Sem comentários

Nenhum comentário.

Ninguém deixou um comentário neste artigo.

Deixe um comentário


Warning: Illegal string offset 'rules' in /home/storage/d/8a/f8/garfada/public_html/publixer/wp-content/themes/piccione-theme/functions/filters.php on line 157

Warning: Illegal string offset 'rules' in /home/storage/d/8a/f8/garfada/public_html/publixer/wp-content/themes/piccione-theme/functions/filters.php on line 158
<

doze − três =